top of page

Entenda como as compras online são parte do dia a dia e do lazer dos consumidores

Atualizado: 14 de jun. de 2023

A necessidade de uma boa experiência de compra motiva o entretenimento do varejo para os clientes, sendo conhecido por possuir infinitas possibilidades.

Função era um fator chave para que as compras fossem efetuadas: Por exemplo, antes você iria a um estabelecimento físico, escolheria o item, se direcionaria ao caixa, efetuaria o pagamento e "até a próxima necessidade, loja" :). Na internet, você cria o seu carrinho e sua wishlist, revisando os termos de compra e envio, encerrando a compra a qualquer momento e apenas ficaria na ansiedade de ter os itens em suas mãos.


A simplicidade e a conveniência não são mais o ponto chave. As compras hoje devem ter experiências inesquecíveis para os compradores modernos. Esse é o "retailtainment".


Retailtainment é a evolução natural de uma indústria que está em constante mudança e agora é impulsionada mais por experiências do que por produtos, tanto online quanto offline. É alimentado por tendências que surgiram em nossas experiências digitais, desde mídias sociais até nossos aplicativos preferidos.

As compras online são parte do estilo de vida dos consumidores nesses tempos modernos. Explorar e navegar pelos feeds das marcas nas redes sociais ou no seus sites próprios tornou-se uma forma comum e rápida de entretenimento pessoal.


Esse novo hábito está trazendo alguns resultados perceptíveis, principalmente pelo fato de que a experiência em sites de e-commerce reflete também, de maneira clara, a experiência nas redes sociais: por exemplo, um feed de produtos com rolagem similar à experiência proporcionada pelo Instagram pode resultar em compradores gastando 73% a mais do que em comparação com a navegação por produtos em páginas diferentes.

Mas o entretenimento de varejo vai além de ser apenas os produtos em uma rolagem infinita e contínua. Podem ser na forma de vídeos, como vlogs, tutoriais e até mesmo clipes de publicidade - que chamam a atenção porque são criativos e relacionáveis. Também assumem a forma de gamificação, experiências e recomendações personalizadas, realidade virtual e aumentada, lojas pop-up temáticas e entre outros.

Em resumo, qualquer formato para criar experiências divertidas, que focam em encantar os consumidores enquanto impulsionam o processo de compras, pode e deve ser considerado entretenimento de varejo, seja na loja ou online.


Vamos entender como funciona o entretenimento de varejo


Pense em como nos sentimos quando o Spotify prepara uma recomendação personalizada, ou quando descobrimos novos conteúdos no Instagram ou até mesmo fazer os preparativos para a última maratona da Netflix. Essas plataformas passa o sentimento de sermos vistos e eles nos fornecem um fluxo constante de conteúdo altamente relevante e envolvente. Retailtainment combina esses elementos – a personalização, as experiências baseadas em conteúdo, o formato envolvente – com a alegria e diversão de se fazer compras.


O resultado final é muito mais substancial do que apenas uma compra material, e a memória da experiência deixa uma marca mais significativa do que um processo de compra tradicional. Essas experiências são frequentemente compartilhadas e recomendadas quanto mais marcante e envolvente for, impulsionando a aquisição de clientes e também a fidelidade do mesmo.


Exemplos de "Retailtainment" em lojas


O varejo presencial leva o varejo experimental ao seu maior nível:

  • Por exemplo, a House of Vans em Londres é muito mais do que compra de sapatos. É também um café, cinema, rampa de skate e local ao vivo, tudo em um. É realmente um local de entretenimento pensado nos interesses e preferências estéticas dos clientes da Vans.

  • Também em Londres está a Loja do Futuro da Farfetch , cujo objetivo é fazer compras perfeitas. O varejista de luxo usa realidade aumentada, software de varredura de emoções e espelhos inteligentes que permitem que os clientes verifiquem seu histórico de navegação e listas de desejos em um piscar de olhos, trazendo a experiência digital para o físico.

  • A Nike é outra pioneira do varejo de entretenimento em loja, com uma loja física de seis andares. No interior, experiências convidativas, como uma miniquadra de basquete e máquinas de ginástica que destacam os tênis à venda e seu desempenho em condições variadas.

Exemplos de "Retailtainment" em e-commerce


Como já falamos, o mundo da internet é a saída mais natural e poderosa para entretenimento de varejo:

  • Um ótimo exemplo é a tecnologia VR da TOMS , que mostra aos compradores a visão de como se estivessem no Peru, apresentando-os a crianças que receberam seu primeiro par de sapatos TOMS do tipo compre um par e dê um par. Este exemplo combina os valores fundamentais da marca com uma experiência emocional e imersiva que faz com que os compradores se sintam ainda melhor ao comprar um par de TOMS.

  • A Great Jones, uma marca de utensílios de cozinha, tem uma linha direta de SMS para servir como uma fonte confiável de panelas e frigideiras, receitas e dicas de culinária, oferecendo conteúdo valioso sob demanda e notando que os compradores estão abertos a se divertir de diversas maneiras.

  • Algumas marcas estão atendendo clientes em um destino online mais popular: plataformas de jogos. Drest permite que os jogadores se tornem estilistas virtuais e julguem diferentes roupas montadas no jogo. As pontuações dos jogadores correspondem a recompensas da vida real que podem ser usadas para comprar peças de 160 marcas, incluindo roupas de grife. A marca de cuidados com a pele SK-II apresenta um mundo realista à la-SimCity, apresentando pontos turísticos populares no Japão.

As maneiras de tornar as compras online ainda mais divertidas são ilimitadas, pois existem ferramentas novas e inovadoras sendo constantemente desenvolvidas, incluindo aplicativos de compras pessoais, conteúdo e recomendações personalizados, compras ao vivo e co-browsing em vídeo.


Como fazer um entretenimento de varejo de sucesso


Nem todo esforço de varejo e entretenimento será um sucesso entre os compradores. Você precisa começar entendendo como seus clientes-alvo gastam seu tempo de lazer – quais apps usam, as redes sociais favoritas e as experiências que fazem de tudo para ver pessoalmente. Assim, você estará preparado para criar jornadas de clientes que eles antecipam ativamente.


As experiências de compra sendo guiadas pela inspiração


Quando os clientes entram no seu site, você pode ajudá-los a focar sua atenção em galerias de inspiração com conteúdo de imagem e vídeo que apresenta seus produtos. Certifique-se de que o conteúdo seja altamente visual, relacionável e emocionante. Em seguida, verifique se as imagens e os vídeos que você está coletando, criando e exibindo podem ser comprados, para que você possa capturar a intenção do cliente no exato momento em que a inspiração surgir.


Os relacionamentos autênticos com a marca


Crie experiências íntimas convidando autenticamente os compradores a se tornarem parte de sua marca. Por exemplo, você pode levar seus clientes em um tour pelos bastidores de sua loja. Ou você pode apresentar clientes reais em seu site para inspirar não apenas familiaridade, mas também engajamento e conexão. Quando compradores em potencial se veem no conteúdo gerado pelo usuário que você compartilha, isso não apenas os entretém, mas também gera confiança em seus produtos.


Entretenimento de Varejo


Concluindo, o motivo pelo qual seus clientes estão em seu site, e não em suas páginas de mídia social, é que eles levam mais a sério a compra. Logo, torne as compras uma parte ininterrupta do entretenimento — não os force a parar os vídeos, retroceder em galerias de inspiração ou terminar o jogo antes de comprar. Torne a descoberta de produtos e a compra como sendo parte integrante do conteúdo que você cria para sua estratégia de varejo e entretenimento.


O ponto principal é que o varejo está evoluindo rapidamente e as experiências de compras online terão que acompanhar. Retailtainment é uma forma comprovada de se destacar em um ambiente tão competitivo, concentrando-se de perto na experiência do cliente.

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page